366 novas chances

YB4nJGOMCa

É, foi questão de um minuto para tudo mudar, para você desaparecer completamente da minha vida, assim como havia prometido. Tu me disse que precisava espairecer, sair e não voltar mais, e eu, como sempre, sem acreditar no que ouvia, ignorei.

Ora, pelo jeito não foi tudo atoa. Tu se foi mesmo. E junto, levou meu chão. Ou o que eu achava ser o que me sustentava. Mas confesso que preciso te agradecer por me mostrar que tu não era a minha luz no fim do túnel. Que nossas promessas de algumas noites intensas foram quebradas por um simples devaneio seu de instante. Devaneios esses que eu adorava observar, e entrava em perfeita sintonia, nessa nossa harmonia. Quem diria que eu acabaria te agradecendo por quebrar meu coração, não é mesmo? Afinal de contas, ninguém imaginava que eu seria tão forte. Muito menos eu mesma.

Fazem apenas dezessete dias que não te vejo, e o que eu mais sinto falta, não é de sentir o teu abraço me envolvendo, e sim, do sentimento que queimava em meu estômago nesse momento. Um certo receio dentro de mim diz que nunca mais vou me sentir dessa forma novamente, mas a mulher que me revelei sabe que não tem outra escolha, a não ser seguir em frente.

Eu renasci com esse novo ano. Prometi pra mim mesma que vou aproveitar cada dia como se fosse o último. Vou amar intensamente e dançar até o sol raiar. Vou ser quem eu sempre quis ser. Vou me libertar graças a ti, que em vez de me sustentar, me impedia de voar. A vida é muito curta para lembrar de quem não quer ser lembrado. Mas a vida é muito longa para quem sabe vivê-la verdadeiramente, de corpo e alma. Por que afinal, chances não me faltam mais. Serão 366 dias de pura adrenalina e descobertas sobre uma mulher que só existia atrás de grandes barreiras, mas que agora está pronta para sair.

 

 

Um tempo no escuro para refletir

tumblr_mhefwwX3iu1rq4tiqo1_500

Confesso que não sei bem como começar esse post. Parece que o meu “Olá gente” não se aplica a esse texto. Sinto que quando escrevo Olá gente, eu estou sorrindo assim como nos vídeos, mas a vida nem sempre é um arco-íris cor de rosa. Antes que alguém pense que estou triste, NÃO é esse o motivo do qual estou escrevendo, ok? É que esses dias eu li um texto da Dai Vieira que eu me identifiquei tanto e sempre tive vontade de escrever o que saia do meu peito, então aqui vamos nós.


Felicidade parece algo tão artificial quando damos importância as coisas ruins que nos acontecem, sabe? Sempre que algo de ruim me acontecia, eu simplesmente ficava naquela onda de tristeza e não tentava pensar positivamente. Isso é ruim por que eu acabava só me afastando dos meus amigos e principalmente da minha família. Mas quando paro para pensar na palavra amigos eu tento pensar em pessoas que se encaixam nessa descrição. Por que afinal, o que seria amizade? Pra mim sempre foi ter um porto seguro, um ombro pra chorar e um sorriso para rir junto. Mas depois de um tempo em que pessoas que eu costumava fazer isso simplesmente se afastaram da minha vida, eu comecei a me perguntar qual era o real significado da amizade. Com o tempo eu percebi que um irmão que não é de sangue é raro de se achar e vi que tenho poucos, mas é melhor do que ter muitos que não ligam para você – esses que no caso o destino teve a liberdade de afastá-los da minha vida, e por isso eu o devo um sincero obrigado -.
Mas não dá para pensar positivamente 24h por dia, mesmo tendo uma mente saudável e uma vida feliz. E as vezes tu só quer ficar no seu próprio quarto com a luz apagada, escutando Lana Del Rey e pensando na vida. As vezes nós guardamos tudo que nos acontece para nós mas não nos tocamos que sim, uma hora isso tem que sair. Temos que desabafar. Mesmo se não falarmos para ninguém sobre os nossos problemas, a sensação de acumular experiências ruins e somente tirar a parte que não nos faz bem disso vai sair sozinha, então. Dessa forma as pessoas choram no seu quarto, coisa que muita gente não entende o por que. É uma sensação de liberdade, mas liberdade do coração, da mente, dizendo que está tudo bem e que vai ficar tudo bem. É um modo de desabafar. Deixar ir. Deixar o tempo curar e se afastar da negatividade.
Eu gosto desse tempo escuro no meu quarto, é onde consigo pensar, refletir, sobre o que estou fazendo de bom para a minha vida, o que estou fazendo para me tornar a pessoa que quero ser – não uma atriz de sucesso, linda e rica -, com uma alma e um espírito bom e saudável. Pois é como se dizem, a beleza tem que vir de dentro para fora, e não de fora para dentro. Então, sentir-se bem consigo mesma por dentro, com a pessoa que tu é, é o primeiro passo. Ainda trabalho para não pensar de modo negativo, mas confesso que é tentador. Muita gente acha que não tenho problemas. Mas um problema não é simplesmente não ter uma base da Mac, ou ter unhas grandes, mas problemas reais. Problemas sentimentais. Interiores. O fato de ter um sensação de não se encaixar em nenhum lugar e me perguntar “por que eu estou aqui, afinal?” e não saber pra quem correr quando quero desabafar sim, é um problema real que eu costumava e quando bate aquela loneliness ainda costumo ter. E com isso eu costumava fingir que estava tudo bem, mas tem uma hora que não dá mais pra fingir, né?tumblr_nbu1g8wZgN1tts3f4o1_500 Com o tempo eu aprendi que não preciso de ninguém para ser feliz. Vi que esse tempo que eu tiro pra mim refletir e chorar, é na verdade essencial para me renovar! Eu aprendi a pensar mais positivamente, o que fez MUITA diferença na minha vida. Aprendi que se tivermos pelo menos uma pessoa com quem contar todos os dias, já ficará tudo bem, e mais difícil de absorver sentimentos ruins. Aprendi que chorar faz bem, e muito. Que a melhor amiga que eu poderia ter é a minha mãe. Aprendi que se dermos mais importância aos acontecimentos ruins do que aos bons, não vivemos realmente a vida. Aprendi a valorizar as poucas amizades verdadeiras que tenho e parar de fazer #papeldetrouxa pra quem não dava a mínima pra mim e eu corria atrás da pessoa. E parte disso, da minha melhora na auto-estima, deve-se graças ao YouTube e ao mundo dos blogs, que me ajudou muito por ter gosto de olhar os vídeos e blogs, assim como agora tenho o gosto de fazer vídeos e escrever para vocês. Espero que consigam tirar algo de bom do meu texto, da minha experiência, e quando eu estiver pronta, vou conversar mais com vocês sobre isso (se quiserem é claro), sobre comportamento, etc. Se tu se identificou, me conta aqui embaixo, vamos papear, vou adorar saber! tumblr_n1gtc9L8yT1soudedo1_500 big beijo